O tempo voa

0 Fla­res Twit­ter 0 Face­bo­ok 0 Goo­gle+ 0 Pin It Sha­re 0 0 Fla­res ×

Este é o dia que o Senhor fez; rego­zi­je­mo-nos e ale­gre­mo-nos nele” (Sl 118.24).

Tal­vez você já tenha dito ou ouvi­do a seguin­te fra­se: “Como o tem­po está pas­san­do rápi­do!”. A sen­sa­ção que temos é essa mes­mo. Afi­nal, fal­tam ape­nas 70 dias para o fim do ano: “2012 voou!”. É cla­ro que um minu­to con­ti­nua ten­do a mes­ma dura­ção que sem­pre teve, mas temos a impres­são de que o tem­po está pas­san­do mais rápi­do, por­que as coi­sas que nos cer­cam estão acon­te­cen­do mais depres­sa. Vive­mos num mun­do mar­ca­do pelo ime­di­a­tis­mo. Se o com­pu­ta­dor demo­ra alguns milé­si­mos de segun­do a mais para acei­tar um coman­do, já fica­mos impa­ci­en­tes; se o lan­che no dri­ve-thru demo­ra alguns minu­tos a mais, já nos can­sa­mos; se alguém não nos aten­de ao celu­lar no exa­to momen­to em que liga­mos, logo per­gun­ta­mos: “Para que ter celu­lar?”. Que­re­mos tudo na hora, que­re­mos tudo rápi­do e a sen­sa­ção é de que o tem­po está cor­ren­do e não con­se­gui­mos dar con­ta de tudo na mes­ma velo­ci­da­de de antes. E nin­guém quer per­der tem­po.

Dian­te des­se cená­rio, a per­gun­ta que pre­ci­sa­mos fazer é a seguin­te: temos fei­to bom uso do nos­so tem­po? Não pode­mos nos esque­cer de que o tem­po é algo mui­to pre­ci­o­so, não por­que os céti­cos e mate­ri­a­lis­tas dizem que tem­po é dinhei­ro, mas por­que não temos con­tro­le sobre ele. O tem­po pas­sa, não vol­ta atrás e, quan­do fala­mos do nos­so perío­do de vida, somos reme­ti­dos à rea­li­da­de de que um dia ele vai aca­bar, pois a vida tem um iní­cio e um fim. O que esta­mos fazen­do com cada segun­do de vida que o Senhor nos tem con­ce­di­do?

É pre­ci­so lem­brar que a vida que temos, o tem­po que temos é con­ce­di­do por Deus e apro­vei­tar cada dia de vida para nos apro­xi­mar­mos mais de d’Ele, para O conhe­cer­mos melhor e con­sa­gra­mos mais nos­sa vida a Ele. Quan­do pas­sa­mos a viver o tem­po a par­tir da pers­pec­ti­va de Deus e de Sua von­ta­de, apren­de­mos a dar valor e a gas­tar tem­po com aqui­lo que real­men­te vale a pena. A par­tir da óti­ca do Senhor, per­ce­be­mos o quan­to é bom e impor­tan­te usar nos­so tem­po para fazer o bem, para pre­gar e viver o amor e para estar com quem ama­mos.

Não é fácil orga­ni­zar­mos nos­sa agen­da e esta­be­le­cer­mos pri­o­ri­da­des nes­te mun­do tão con­tur­ba­do e detur­pa­do em que vive­mos. A mai­o­ria das pes­so­as não sabe usar seu tem­po com qua­li­da­de e mui­tas se tor­nam escra­vas, por exem­plo, do dinhei­ro e do poder, que con­so­mem o tem­po com velo­ci­da­de e vora­ci­da­de incrí­veis. Não há nada mais tris­te do que ver pes­so­as com ida­de avan­ça­da dize­rem, ao olhar para a tra­je­tó­ria de suas vidas, que não sou­be­ram fazer bom uso do seu tem­po.

Só temos uma chan­ce, só temos uma vida e pre­ci­sa­mos fazer valer a pena. Cada dia que Deus nos con­ce­de deve ser vivi­do com inten­si­da­de, sabe­do­ria e pro­pó­si­to. “Dei­xa a vida me levar, vida leva eu”, diz o sam­bis­ta. Não pode­mos, de modo algum, dei­xar que esse ver­so seja ver­da­dei­ro em nos­sas vidas.

Pr Tiago Valentim

Com cari­nho e esti­ma pas­to­ral,
Pr. Tia­go Valen­tin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *