Na noite escura, a resposta vem do alto

0 Fla­res Twit­ter 0 Face­bo­ok 0 Goo­gle+ 0 Pin It Sha­re 0 0 Fla­res ×

(Mateus 2.1–12)

Magos saem da Pér­sia – o ber­ço do eso­te­ris­mo, para visi­tar Aque­le que é o Senhor sobre o uni­ver­so. Como sou­be­ram? Con­sul­ta­ram os céus e havia algo de dife­ren­te, inu­si­ta­do – uma estre­la bri­lha­va inten­sa­men­te, como um sinal, apon­tan­do para um fato extra­or­di­ná­rio. Até mes­mo o cos­mo apon­ta­va para aque­le nas­ci­men­to. O Uni­ver­so se cur­va­va dian­te daque­le que nas­ceu para ser o Sal­va­dor e o Rei dos Reis.

Deus per­mi­tiu que os magos sou­bes­sem dis­so pelas suas ciên­ci­as e pelas suas cren­ças. Esses empre­en­dem, então, uma lon­ga via­gem para che­gar até o Sal­va­dor.

Há pes­so­as que para conhe­ce­rem a Jesus não pas­sam por gran­des pro­vas ou difi­cul­da­des e fal­ta mui­to pou­co para elas encon­tra­rem a Deus. Outras são como esses magos, que para che­ga­rem a Jesus pre­ci­sam empre­en­der uma lon­ga via­gem, pre­ci­sam aban­do­nar seus valo­res e cren­ças, pre­ci­sam sub­ju­gar seu ego, reco­nhe­cer e ado­rar Aque­le que é de fato Rei sobre suas vidas.

Uma estre­la os gui­ou na noi­te escu­ra. As estre­las sem­pre foram um guia impor­tan­te para os nave­ga­do­res anti­gos. Só que aque­la não era uma estre­la qual­quer. Ela era um sinal de Deus que apon­ta­va o cami­nho até Cris­to.

Na noi­te escu­ra de nos­sa vida Deus tam­bém nos apon­ta o cami­nho. O pro­ble­ma é que nes­sas horas, nós olha­mos para den­tro de nós para encon­trar­mos res­pos­tas. Só que ali den­tro rei­na a con­fu­são, o medo, o des­co­nhe­ci­men­to (igno­rân­cia mes­mo). Mui­ta gen­te se per­de por­que pro­cu­ra res­pos­tas na pró­pria alma ado­e­ci­da. Que tipo de res­pos­ta essa alma pode dar?

Apren­da­mos uma coi­sa – a res­pos­ta e o cami­nho não vem de den­tro. Vem de Deus! Vem do Alto!

Eis uma gran­de lição: dian­te da dúvi­da, dian­te da dor, dian­te da noi­te escu­ra, não olhe para você, não olhe para sua misé­ria, não olhe para sua con­fu­são, olhe para a estre­la de Deus que lhe apon­ta o cami­nho.

Já repa­rou que dian­te das dores da vida, a gen­te se reco­lhe? A gen­te abai­xa a cabe­ça? A gen­te come­ça a pen­sar e pen­sar cada vez mais, num tur­bi­lhão sem fim?

Quan­do o povo judeu esta­va sen­do pica­do por ser­pen­tes abra­sa­do­ras no deser­to, Deus man­dou Moi­sés fazer uma has­te bem alta com uma ser­pen­te de bron­ze na pon­ta. E todos que “olha­vam” para ela eram sara­dos.

A res­pos­ta não está em você. Está na cruz! Olhe para a cruz! Está no Alto – olhe para Deus!

Os magos ado­ra­ram a Jesus, reco­nhe­ce­ram ali a pre­sen­ça de um rei.

E foram embo­ra, mas não pelo mes­mo cami­nho. Por que? Quem conhe­ce a Cris­to não vol­ta a tri­lhar os mes­mos cami­nhos de antes. Quem conhe­ce a Cris­to nun­ca mais será o mes­mo.

Feliz Natal em Cris­to!

Pr. Daniel Rocha

Pr. Dani­el Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *