7 passos para fazer a Torre de Babel

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

Entenda como nasce e como funciona a “babel religiosa” que vivemos nos dias de hoje. Você já deve ter visto isso acontecer e ainda verá muito:

1º Passo: A pessoa se converte e começa logo a orar. No princípio ela crê que tudo vem de Deus. Por isto ela ora com o coração simples de um genuíno crente que deposita toda a sua confiança no Senhor.

2º Passo: Ele começa a ver o carisma de homens, e caso não tenha muito sucesso na vida pessoal e familiar, ele começa achar que precisa de um LÍDER, por isto ele segue um (e se o pastor dele não tem carisma ele logo descobre um para seguir).

3º Passo: Depois de alguns anos ele começa crer que não precisa mais de um líder, pois tudo depende só DELE e da força que ele próprio tem, por isto ele próprio busca ser um líder. Afinal ninguém resiste os holofotes da fama.

4º Passo: A seguir ele crê que tem uma “nova visão”, incomparável e divina que, nem Paulo, nem Pedro, nem Tiago ou João, tiveram, e também é diferente de tudo o que já existe: por isto ele a semeia no mundo (não importa muito se é bíblico, contanto que seja novidade). A centralidade de Cristo já era, agora precisa pregar Cristo e mais alguma coisa para entreter a massa.

5º Passo: Então ele vê que o seu ministério cresceu, por isto ele tem certeza que sua mão tem poder. Chega então a hora em que ele começa a decidir, e Deus obedecer.

6º Passo: Desse ponto em diante ele já é um líder evangélico de respeito, que não ora, que não chora, e tudo o que ele faz é para benefício próprio, e vive para disputar com todos os demais concorrentes no mercado evangélico “quem é o maior”: quem tem mais grupos familiares, ou mais células, ou o maior prédio de reuniões?

7º Passo: Ele não vai mais aceitar ser comparado a um simples pastor, ou obreiro, ou evangelista. Não, esses nomes são muito comuns. Então, ele se autodenomina “Bispo” e aproveita também e faz o mesmo com sua mulher, mesmo que ela não tenha o menor chamado para a coisa. Porém como o termo bispo já tem muitos concorrentes, o nome da moda é Apóstolo. Mas para distinguir os melhores, já há também os chamados “Pai-Apóstolo” (futuramente surgirá “vice-anjo”, “pai-arcanjo”, “semi-deus”, etc. Quem viver, verá).

Bem, essas histórias têm se repetido cada vez mais. E o duro é que há muito crente, outrora fiéis às suas igrejas e à Deus, que por puro deslumbramento se deixam levar por toda sorte de novidades. Porém, isso não é de se espantar, pois o apóstolo Paulo profetizou que no fim dos tempos muitos “sentirão comichão nos ouvidos” e abandonarão a sã doutrina.

Só temos uma palavra a dizer: MARANATA! VEM SENHOR JESUS!

Pr. Daniel Rocha

Pr. Daniel Rocha

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *