Deus, o homem da casa

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 Pin It Share 0 0 Flares ×

“Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam” (Sl. 127.1a)
Ao longo do mês de maio, fizemos inúmeras menções, neste boletim e nos nossos cultos, de que este é o mês da família. Aliás, hoje estamos encerrando os 40 dias de jejum e oração em favor dela, tudo porque entendemos que a família é um projeto de Deus e que nós temos de fazer todo o esforço possível para preservá-la. Todas as iniciativas para fortalecer, unir e consagrar nossos lares devem ser tomadas para que os sonhos de Deus para os casais, filhos, irmãos etc. não sejam roubados, mortos ou destruídos pelo Diabo.
Pensando no bem da família, precisamos responder uma importante pergunta: quem manda na sua casa? Partindo de nossa cultura machista e patriarcal, a resposta a essa questão seria: é o homem, no caso o marido ou o pai, embora todos nós saibamos que quem põe ordem na casa e manda de verdade é a mulher! Mas quem de fato deve mandar em nossas casas, em nossas famílias e em toda a nossa vida é o Senhor.
Segundo o salmista, quem deve edificar, ou seja, dar fundamento, ser a base de nossa casa, é o Senhor. Todo o nosso trabalho e esforço em prol de nossa família serão em vão se não permitirmos que Deus conduza, sustente e seja a base de nossa vida familiar.
Será que Deus faz parte de nossa família? Pergunto isso porque muitas vezes tratamos o Senhor como um amigo que vemos todos os domingos, mas que não serve para fazer parte de nossa família. Sabemos que Deus é Espírito e, portanto, onipresente. Ele está em todos os lugares, mas não invade nossa vida nem tampouco nossa casa. E também não impõe Sua vontade, mas está à porta, querendo entrar em nossas vidas e em nossas casas: “Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa e cearei com ele, e ele, comigo” (Ap. 3.20).
Deus tem o melhor para nós e para nossas famílias. Temos, sim, de nos esforçar ao máximo para preservar nossas famílias. Contudo, todo o nosso cuidado e esforço não se comparam ao zelo de Deus com nosso lar. Por isso, não devemos querer apenas a benção de Deus sobre nossa família, mas principalmente que Ele faça parte dela. Ele tem de ser o cabeça em nossa casa e todos os nossos sonhos e planos familiares devem levar em conta a presença e a aprovação de Deus.
Que Jesus possa ser o Senhor de toda nossa vida, inclusive de nossa família. Irmão e irmã, que Deus abençoe sua casa e os seus e que sua família seja família bendita do Senhor!

Pr Tiago Valentim

Com carinho estima pastoral,
Pr. Tiago Valentin

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *